Select Page

Os agregados familiares do Luxemburgo são aqueles que mais poupam e também os que mais investem, de acordo com o Eurostat, o gabinete europeu de estatística.

Os dados mostram que em 2016 o grão-ducado foi o Estado-membro com a taxa mais elevada de poupança por agregado familiar, que rondava os 20,8%. Suécia (18,8%) e Alemanha (17,2%) completavam o pódio. Chipre (-1%), Lituânia (-0,4%) e Letónia (2%) estavam no outro extremo.

O Luxemburgo também ocupa o lugar cimeiro da tabela, se tivermos em conta o investimento por agregado, que consiste sobretudo na compra e renovação de bens imobiliários. Assim, o investimento das famílias do Luxemburgo, em 2016, rondou os 11,4%. Seguem-se, depois, Holanda (11,3%) e Finlândia (10,8%).

Já Portugal (4,4%) e Letónia (4,5%) aparecem como os que menos dinheiro consagram ao investimento.

O Eurostat ressalva que esta comparação europeia não incluiu todos os Estados-membros, já que não estavam disponíveis os dados relativos à Grécia, Croácia, Hungria, Malta, Roménia e Reino Unido.

Redação Latina

Relacionados

X