Select Page

O número de adultos, sem filhos, a viver sozinhos aumentou nos últimos anos no Luxemburgo, segundo dados do Eurostat.

Cerca de 35% dos cerca de 229 mil agregados familiares do grão-ducado eram, em 2015, compostos por adultos, sem filhos, a morar sozinhos. A taxa aumentou quase quatro pontos percentuais desde 2006.

Os dados do gabinete europeu de estatística revelam que as famílias monoparentais equivalem a 3,4% dos agregados, ao passo que os casais com filhos são 25,3% do total.

Cerca de 22% das famílias são casais sem filhos. Já 5% correspondem a “outro tipo de agregado com crianças” e os restantes 8,5% “outro tipo de agregado sem filhos”.

A Suécia é o único Estado-membro da União Europeia onde mais de metade (52%) dos agregados tem apenas um adulto a morar sozinho. No outro extremo da lista está Malta, onde essa percentagem não vai além dos 20%.

Redação Latina

Relacionados

X