Select Page

O Bayern Munique reforçou este fim de semana a liderança da liga alemã de futebol, ao receber e vencer o Hannover por 3-1 e beneficiar da goleada sofrida pelo Leipzig, por 4-0, no campo do Hoffenheim, na 14.ª jornada.

Perante o 10.º classificado da ‘Bundesliga’, o chileno Vidal deu vantagem ao Bayern, aos 17 minutos, mas o Hannover respondeu pelo holandês Benschop, aos 35.

Na segunda parte, o francês Coman, aos 67 minutos, deu nova liderança no marcador aos bávaros e o polaco Robert Lewandowski, melhor marcador da prova, com 14 golos, confirmou o triunfo aos 87, na marcação de uma grande penalidade.

Com este triunfo, os pentacampeões germânicos passaram a ter seis pontos de vantagem sobre o Leipzig, segundo classificado, que caiu com estrondo perante o Hoffenheim, num duelo entre adversários de equipas portuguesas nas competições europeias.

Gnabry, com dois golos, aos 52 e 62 minutos, foi a grande figura do Hoffenheim, enquanto Amiri (13) e Uth (87) fizeram os restantes tentos da equipa que disputa a Liga Europa com o Sporting de Braga, num encontro em que o português Bruma foi lançado no arranque da segunda parte no Leipzig, rival do FC Porto na Liga dos Campeões.

Além de ter deixado o Bayern fugir, o Leipzig pode ser ultrapassado pelo Schalke 04 e igualado pelo Borussia Mönchengladbach, que ainda vão jogar nesta ronda.

O Borussia Dortmund, que já chegou esta época a liderar a ‘Bundesliga’, continua a passar pela pior crise de resultados dos últimos anos, tendo somado o sétimo jogo sem vencer, desta vez com um empate (1-1) no campo do Bayer Leverkusen. A última vitória acontece a 30 de setembro, no campo do Augsburgo (2-1).

Volland deu vantagem ao Leverkusen, aos 30 minutos, mas o ucraniano Yarmolenko salvou a equipa de Dortmund da derrota, aos 73, numa altura em que a equipa da casa já atuava com menos uma unidade, por expulsão do brasileiro Wendell, aos 41.

O Borussia Dortmund, que contou com Raphael Guerreiro a tempo inteiro, caiu para o sexto lugar e já está a 10 pontos do Bayern Munique.

Destaque ainda para a vitória, apenas a segunda na prova, do Werder Bremen, por 1-0, sobre o Estugarda, que continua sem poder contar com Carlos Mané, lesionado.

Relacionados

X