Select Page

Já foram multados cerca de 400 mil condutores desde que os radares fixos de controlo de velocidade entraram em funcionamento, em março do ano passado.

Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Sustentável, entre as viaturas captadas pelos radares, 260 mil tinham matrícula luxemburguesa.

Os dados foram avançados no Parlamento pelo ministro da tutela, François Bausch, que adiantou também que 82% dos automobilistas apanhados em excesso de velocidade pagam a multa ‘à primeira’, ou seja, não esperam pelo segundo aviso.

François Bausch foi ouvido em sede de comissão parlamentar a propósito do novo projeto de lei sobre a simplificação administrativa das multas resultantes dos radares fixos.

Segundo o texto, deixará de ser necessário ir ao correio levantar uma carta registada com aviso de receção para poder pagar a multa, pelo menos para aqueles que não esperam pela segunda notificação.

O projeto prevê então substituir a carta registada por carta simples. Só os condutores que não efetuarem o pagamento de 49 euros num prazo de 45 dias serão notificados novamente, desta vez através de carta registada com aviso de receção. Se depois do terceiro aviso, a situação ainda não tiver sido regularizada, o automobilista arrisca-se a pagar uma coima de 98 euros.

Redação Latina

Relacionados

X