Select Page

Subiu para 17 o número de países afetados, até ao momento, pelo escândalo dos ovos contaminados com o inseticida tóxico fipronil.

A Comissão Europeia confirmou hoje casos na Suíça, Hong Kong e 15 países da União Europeia, incluindo o Luxemburgo. O Executivo de Bruxelas vai reunir-se com representantes destes países, a 26 de setembro.

O problema dos ovos contaminados iniciou-se a 20 de julho, quando a Bélgica alertou as autoridades comunitárias de que tinha detetado ovos contaminados.

Oito dias depois, a Holanda lançou um alerta alimentar por suspeita de contaminação, mas foi só a 3 de agosto é que as autoridades holandesas advertiram de que, em alguns lotes de ovos, a quantidade do pesticida era superior aos limites e poderia representar um perigo para a saúde dos consumidores.

Luxemburgo, Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Polónia, Reino Unido, Roménia e Suécia, são os países da UE onde foram detetados ovos contaminados.

Redação Latina/Lusa

 

Relacionados

X