Select Page

Depois de ter voltado a atingir recordes em janeiro, o indicador de confiança dos consumidores recuou no mês passado.

Os dados mensais do Banco Central do Luxemburgo (BCL), divulgados hoje, mostram que praticamente todas as componentes do indicador evoluíram de forma desfavorável em fevereiro. A única exceção diz respeito às expectativas das famílias em relação à sua própria capacidade de poupança, que voltaram a melhorar.

Em contrapartida, o BCL destaca a “forte deterioração” das expectativas dos consumidores face à situação económica do país. A tendência descendente verifica-se também ao nível das previsões das famílias no que toca à sua situação financeira.

O facto de a taxa de desemprego estar em queda no país, rondando os 5,6%, parece não ter tido grande impacto na confiança dos consumidores. Segundo o Banco Central, as preocupações dos consumidores face ao desemprego aumentaram em fevereiro.

Redação Latina

Relacionados

X