Select Page

A aplicação “Passeport de Vie”, que tem como objetivo facilitar a tomada de posição dos cidadãos sobre a doação de órgãos em caso de morte cerebral declarada, tem mais de dois mil utilizadores.

Segundo o Ministério da Saúde, a ferramenta foi descarregada 2.200 vezes, desde o seu lançamento no final de 2015.

A aplicação móvel permite, em apenas alguns cliques, registar a escolha pessoal do utilizador (ser dador ou não), encomendar um cartão de dador (“Passeport de Vie”, em francês), informar familiares e amigos e, ainda, partilhar a decisão nas redes sociais.

O ministério revela também que no ano passado foram encomendados 6.900 panfletos informativos sobre a doação de órgãos e 16.000 cartões de dador.

Lembramos que o número de dadores continua a ser largamente insuficiente, face à procura. Todos os anos contam-se cerca de 65 pessoas nas listas de espera para um transplante, ao passo que, no ano passado por exemplo, houve apenas três dadores no Luxemburgo.

É para alertar para esta problemática que a associação Luxembourg-Transplant organiza no domingo a 9.ª edição da Maratona de Indoor Cycling. Serão oito horas a pedalar por uma boa causa, a partir das 10:00, na Luxexpo, em Kirchberg.

Redação Latina

Relacionados

X