Select Page

O elétrico da cidade do Luxemburgo vai mexer com os hábitos dos mais jovens. É o que revela uma nova sondagem do TNS-Ilres, divulgada a poucos dias da inauguração do primeiro troço do novo meio de transporte da capital do país.

Segundo a sondagem, um terço da população diz que a circulação do elétrico vai mudar os seus hábitos em termos de transporte, sendo que os mais jovens são aqueles que se mostram mais abertos a essa mudança. Cerca de 41% dos residentes dos 18 aos 34 anos estão dispostos a alterar comportamentos.

Os residentes do grupo etário dos 25 aos 34 anos afirmam também que, provavelmente, vão alterar a forma como se deslocam, quando o elétrico começar a circular.

Outro dado relevante do estudo: os residentes no seio da capital e das zonas periféricas são os que mais admitem mudar os seus hábitos ao nível dos transportes, com 34% e 38%, respetivamente.

Mas o caso muda de figura se olharmos para ouras partes do país. A título de exemplo, 71% dos residentes das regiões sul e este dizem que o elétrico nada vai mudar na forma como se movimentam. No norte do grão-ducado, essa percentagem ronda os 67%.

Redação Latina (Foto: Luxtram)

Relacionados

X