Select Page

O ensino multilinguístico esteve novamente na ordem do dia da Comissão da Educação Nacional, após o debate público, no Parlamento, sobre a iniciação da língua francesa nas creches.

As posições dos deputados divergem, em alguns pontos, nomeadamente sobre o nível C1 exigido, por alguns docentes, em francês e luxemburguês.

O projeto de lei prevê que, pelo menos, um membro do pessoal educativo fale luxemburguês, com o nível C1, e outro domine a língua francesa, ao mesmo nível.

No entanto, alguns deputados da oposição perguntam o que é que acontece em caso de ausência prolongada de um dos docentes.

O projeto de lei ainda deve aprovado antes das férias de Verão e entrar em vigor a 2 de outubro.

Redação Latina

Relacionados

X