Select Page

A Europol acaba de lançar mais uma campanha, para tentar localizar os 25 criminosos mais procurados da Europa. Um deles tem nacionalidade luxemburguesa. Jean-Marc Sirichai Kiesch, 37 anos, de origem asiática, é procurado há 14 anos pelos crimes de homicídio e violência física.

Em 1999, Kiesch foi condenado no grão-ducado a 20 anos de prisão. Fugiu às autoridades em 2004. Desde então é procurado pela Procuradoria luxemburguesa.

Com a ajuda da polícia alemã, a Europol fez retratos-robô do fugitivo, que dão algumas pistas quanto à sua eventual aparência nos dias de hoje. As imagens podem ser consultadas no site da Europol, em eumostwanted.eu. Jean-Marc Kiesch nasceu a 6 de janeiro de 1981. Mede 1,75 metros. Era conhecido pela alcunha de “Siri”.

O luxemburguês, de origem asiática, é então um dos 25 fugitivos procurados no âmbito da nova campanha da Europol ‘Europe’s most wanted cup’. Numa altura em que os holofotes estão virados para o Mundial de futebol, a campanha consiste num jogo, através das redes sociais, que tem como objetivo familiarizar os participantes com as caras dos suspeitos. No fundo, consiste em recolher os 25 cromos que completam não a caderneta de uma equipa de futebol, mas dos criminosos mais procurados da Europa.

Mas além destes 25, há um outro suspeito na lista da Europol, que é procurado pela polícia luxemburguesa. Trata-se de Mohamed Ezzi, um tunisino de 30 anos, que fugiu às autoridades em junho de 2016, no Luxemburgo. Ezzi foi condenado a 10 anos de prisão pelos crimes de homicídio e violência física.

A Europol avança que entre 2009 e 2014 Mohamed Ezzi “agrediu regularmente e com violência a mulher”, que ficou incapacitada para o trabalho.

Redação Latina

Relacionados

X