Select Page

A famosa cantora Loalwa Braz, do grupo de lambada Kaoma, foi encontrada sem vida esta quinta-feira dentro de um carro incendiado numa estrada próxima de sua casa, em Saquarema, na região dos Lagos, no Rio de Janeiro.

A morte da artista de 63 anos foi entretanto confirmada ao UOL pela assessoria de imprensa da Polícia Civil.

De acordo com o Corpo de Bombeiros da região, uma equipa foi chamada por volta das 3h50 para conter um incêndio numa propriedade de Loalwa. Duas horas mais tarde, a mesma equipa atendeu outra chamada, desta vez por causa de um incêndio num automóvel onde seria encontrado um corpo totalmente carbonizado no banco de trás.

Loalwa Braz foi um dos ícones da lambada, movimento surgido no final dos anos 80. Líder da banda franco-brasileira Kaoma, na qual permaneceu entre 1989 e 1999, ficou mundialmente conhecida pelo hit “Lambada (Chorando se foi)” – original dos bolivianos Los Kjarkas -, do disco “Worldbeat” (1989).

No seu site oficial pode ler-se que, graças a “Chorando se foi”, Loalwa foi “uma das 20 vozes mais ouvidas no mundo”, de acordo com classificação no “Guiness World Records”.

Ao longo de uma carreira que durou mais de quatro décadas, Kaoma vendeu mais de 30 milhões de discos em todo o mundo, incluindo de trabalhos a solo, e ganhou mais de 80 discos de ouro e platina. “Chorando se foi” foi um dos singles que mais vendeu na Europa, com mais cinco milhões de cópias.

Relacionados

X