Select Page

O funeral de George Michael realizou-se ontem, quarta-feira (29/03), no cemitério de Highgate, em Londres.

Três meses após a sua morte, as cerimónias fúnebres do cantor ainda não tinham acontecido devido à investigação sobre as causas da morte ainda não estar concluída, em particular, os exames da autópsia.

Ainda esta semana correram rumores, pelas redes sociais, provocados por uma publicação do namorado de George Michael, que acreditavam que este havia sido enterrado em segredo. No entanto, o funeral ainda não tinha sido realizado.

A família do cantor, o companheiro, Fadi Fawaz, e algumas caras conhecidas, como a Kate Moss, estiveram presentes na cerimónia.

Não foi visto o carro da funerária com o corpo do cantor, de 53 anos, o que indica que poderá ter sido transportado numa ambulância privada.

De acordo com o jornal The Sun citado pelo Notícias ao Minuto, o pai, as irmãs (Melanie e Panayiota) e os primos organizaram um velório a seguir ao funeral, perto da antiga casa de George Michael.

De recordar que George Michael, com 53 anos, morreu ao início da tarde do passado domingo de Natal (2016) na sua residência em Oxfordshire, em Londres.

Foi encontrado pacificamente deitado na sua cama, pelo namorado, Fadi Fawaz, que avisou de imediato os serviços de emergência (recorde aqui o telefonema divulgado).

Os resultados da autópsia vieram confirmar que o cantor morreu de causas naturais (cardiomiopatia dilatada associada a uma miocardite e esteatose hepática”, i.e., fígado gordo), concluindo, assim, a investigação sobre o que motivou a sua morte.

O cantor e ex-membro dos Wham! foi enterrado ao lado da sua mãe no cemitério de Highgate, em Londres, no dia 29 de março de 2017 (mais de três meses após a sua morte).

George Michael, nome artístico de Georgios Kyriacos Panayiotou, foi fundador dos Wham! lançando “Wake Me Up Before You Go-Go”, “Everything She Wants” e “Last Christmas”.

O primeiro compacto solo foi lançado em 1984, cuja balada “Careless Whisper” se iria tornar um dos maiores hit mundiais assim como o recordista de vendas e icónico tema “Faith”.

Ao todo, lançou 5 álbuns de estúdio e algumas compilações, vendeu mais de 100 milhões de discos no mundo inteiro.

(Foto: Tobias Schwarz/Reuters)

Relacionados

X