Select Page

O FC Porto ascendeu hoje à liderança da I Liga portuguesa de futebol, face à vantagem na diferença de golos face ao Sporting, depois de um ‘enganador’ 3-0 ao Desportivo de Chaves, em encontro da quinta jornada.

Os portistas sofreram para manter o ciclo 100 por cento vitorioso, que, à quinta ronda, não ostentavam em parceria com o Sporting desde 1990/91, sendo que, então, também o Benfica, que viria a sagrar-se campeão, tinha quatro vitórias e um empate.

Depois de uma primeira parte sem golos, o conjunto de Sérgio Conceição adiantou-se logo aos 49 minutos, por intermédio do camaronês Aboubakar, que apontou o seu quinto golo na prova – ficando a um do benfiquista Jonas -, após trabalho individual.

Apesar da desvantagem, o Desportivo de Chaves, que com o 0-3 caiu para o último lugar, com um ponto, continuou a acreditar e teve duas hipóteses ‘gigantes’ para empatar, que William (70 minutos) e Tiago Galvão (81) desperdiçaram incrivelmente.

Mais por demérito alheio, o FC Porto lá manteve a baliza a ‘zero’ pelo quinto jogo consecutivo e, na parte final, chegou ao 3-0 e à liderança, com tentos do brasileiro Soares, aos 86 minutos, na recarga a um penálti que falhou, por ação de Ricardo, e do maliano Marega, o seu terceiro na prova, aos 88.

Os ‘dragões’ têm 15 pontos e 12-0 em golos, enquanto o Sporting tem os mesmos 15 e 13-3 em golos, depois de no sábado ter vencido no reduto do Feirense por 3-2, graças a uma grande penalidade concretizada pelo holandês Bas Dost, aos 90+8 minutos, e depois de desperdiçar uma vantagem de dois golos já na segunda parte.

O terceiro posto é ocupado pelo Benfica, que também com enorme sofrimento, incluindo um golo anulado pelo vídeo-árbitro ao adversário aos 88 minutos, venceu em casa o Portimonense por 2-1, com reviravolta selada por Jonas, de penálti, e por um centro mal medido de André Almeida, que virou ‘golão’, já aos 78.

Se os três primeiros venceram, o Rio Ave, que era quarto e só havia ‘perdido’ pontos na receção ao Benfica (1-1), sofreu o primeiro desaire e perdeu-o para o Marítimo, que venceu os vila-condenses por 1-0, graças a um golo nos descontos.

Ibson, aos 90+2 minutos, materializou o quarto triunfo dos insulares, que passaram a somar 12 pontos, num embate marcado pela expulsão do forasteiro Francisco Geraldes, aos 24, com intervenção do vídeo-árbitro.

O outro encontro hoje disputado também foi resolvido aos 90+2 minutos, altura em que, em Tondela, o Paços de Ferreira chegou aos 2-2 final, por intermédio de Bruno Moreira.

A formação de Pepa chegou a 2-0, com um ‘bis’ de Miguel Cardoso (37 e 52 minutos), mas deixou-se empatar, sendo que a recuperação dos visitantes começou com um tento de Luiz Phellype (75).

A quinta ronda prossegue domingo, com os jogos Vitória de Setúbal-Sporting de Braga, Vitória de Guimarães-Boavista e Estoril-Praia-Moreirense, e fecha na segunda-feira, dia em que o Desportivo das Aves recebe o Belenenses.

Relacionados

X