Select Page

Jean-Claude Juncker rejeitou hoje a independência da Catalunha.

Em solo luxemburguês, onde participa numa conferência, na Universidade do Luxemburgo, o presidente da Comissão Europeia disse que uma desanexação catalã levaria outras regiões e populações dos 28 Estados-membros da União Europeia a tomar o mesmo rumo.

O líder do executivo de Bruxelas, citado pelo jornal Sol, defende que “se a Catalunha se tornar independente, outros farão o mesmo, afirmando que não quer “uma UE com 98 Estados”.

Juncker confessou que a Comissão já recebeu diversos pedidos para servir de mediadora entre o governo espanhol e o governo regional da Catalunha, mas diz que esse cenário não está, para já, em cima da mesa, por considerar que a questão catalã é “um assunto interno” do Estado espanhol.

Jean-Claude Juncker apelou à “responsabilidade de todos os atores envolvidos.

O líder europeu revelou ainda que tem pressionado Mariano Rajoy a “tomar medidas para que a situação não se descontrole”.

Redação Latina

Relacionados

X