Select Page

Desde que Trump tornou pública a sua intenção de se candidatar a Presidente dos Estados Unidos, Kanye West demonstrou o seu apoio. Agora, decidiu retirá-lo.

De acordo com o TMZ, o rapper discorda da política do executivo de Trump das duas primeiras semanas com a proibição de entrada nos Estados Unidos de cidadãos oriundos de sete países muçulmanos.

Numa decisão que esclarece, ser apenas sua, Kanye apagou todas as referências, na sua conta do Twitter, a Donald Trump. West nunca falou publicamente mal de Trump ou deu a entender não estar do lado dele, mas há duas semanas a mulher Kim Kardashian publicou uma imagem no Instagram em tom de solidariedade com a Marcha das Mulheres em Washington DC. Publicou ainda fotografias de si como marido e o antecessor de Trump, Obama.

Em dezembro, por altura de um encontro entre o cantor e o agora Presidente Trump, Kanye comentou ser necessário construir “uma linha de comunicação direta” com o Presidente caso o povo norte-americano “deseje realmente uma mudança”.

No evento de tomado de posse como Presidente, Trump não endereçou um convite a Kanye West para se apresentar na inauguração porque a música do rapper não era “tradicionalmente americana” o suficiente. Em vez disso, 3 Doors Down, Sam Moore, Jon Voight e Chrisette Michele foram quem atuou no evento.

Relacionados

X