Select Page

Há um clima de tensão nas prisões luxemburguesas, que se tem agravado seriamente nos últimos meses.

Atenta a este fenómeno, a Liga luxemburguesa dos Direitos do Homem veio agora dar conta da sua posição, em comunicado.

Este organismo condena a onda atual de violência verbal de alguns reclusos, veiculada nas redes sociais, com repercussões na comunicação social e na esfera política, e as propostas de alguns políticos, no sentido de tornar obrigatório o uso e porte de arma dos guardas prisionais.

A liga apela, sobretudo, à moderação e ao compromisso entre todas as partes, em prol de um quadro legislativo mais consensual, no que toca à reforma da execução de penas e da criação de uma administração penitenciária independente do Ministério Público, que começou em 2011.

No fundo, a liga defende “um código penal mais moderno e um sistema prisional mais humano”.

Redação Latina

Relacionados

X