Select Page

O Luxemburgo tem uma das menores taxas de trabalhadores por conta própria da União Europeia (UE), de acordo com dados do Eurostat referentes a 2016.

Nesse ano, apenas 9% do total da população ativa, dos 15 aos 64 anos, trabalhava por conta própria. A Dinamarca, com 8%, é o único Estado-membro da UE com um valor inferior ao do grão-ducado, que nesta lista aparece a par da Suécia, Alemanha e Estónia (as três também com 9%).

A Grécia é o país do bloco com a maior proporção de trabalhadores independentes, uma taxa que rondava, no ano passado, os 29%. Itália, com 21%, e Polónia, com 18%, completam o pódio.

No conjunto da UE, 30,6 milhões de pessoas entre os 15 e os 64 anos trabalham sem terem de prestar contas a patrões. O número corresponde a 14% do total do emprego no espaço comunitário.

 

Redação Latina

Relacionados

X