Select Page

O Luxemburgo é o país da OCDE com a maior taxa de estudantes licenciados nas áreas da gestão e administração de empresas e direito.

De acordo com o relatório anual da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), ‘Education at a Glance 2017’, a taxa de diplomados naquelas áreas rondava, em 2015, os 39%, bastante acima da média dos países da OCDE de 24%.

De acordo com o relatório, a elevada taxa explica-se em parte pelo facto de quase metade dos estudantes no Luxemburgo serem estrangeiros e 48% deles optarem por um curso de gestão ou direito.

Por outro lado, apenas 5% dos alunos têm um diploma de ensino superior nas áreas da engenharia, indústria ou construção.

O relatório da OCDE destaca também o contexto internacional no ensino superior luxemburguês. Cerca de 46% dos estudantes universitários são estrangeiros. Depois do grão-ducado, o primeiro país a aparecer é a Nova Zelândia, onde essa taxa cai para menos de metade (21%).

Já mais de metade (63%) dos estudantes estrangeiros no Luxemburgo são oriundos dos países vizinhos, algo que pode ser explicado pelo custo do ensino. De acordo com a OCDE, um mestrado em gestão e direito custa cerca de 2.942 euros por ano no grão-ducado, “um valor relativamente baixo face aos preços praticados nos países vizinhos e que poderá explicar o porquê de o país atrair tantos estrangeiros”.

Redação Latina

Relacionados

X