Select Page

O ano letivo 2018/2019, que arranca na próxima segunda-feira, marca o fim das aulas de religião no ensino público. As aulas foram suprimidas no ano passado no ensino fundamental. Medida alargada este ano aos liceus.

O Partido Cristão Social (CSV) foi um fervente opositor à supressão destas aulas, tendo votado contra o projeto do atual Governo.

Em plena campanha eleitoral para as legislativas de 14 de outubro, o líder do grupo parlamentar do CSV garante que, se integrar o futuro Executivo, não vai reverter a medida. À Rádio Latina Claude Wiseler disse que, tendo em conta que “os professores de religião têm hoje outras missões, essa pretensão seria irrealizável.

Se for eleito, Claude Wiseler não vai reintroduzir as aulas de religião nas escolas. Declarações do candidato do CSV a primeiro-ministro à Rádio Latina numa entrevista que vamos difundir na íntegra, a 7 de outubro, num “Especial Legislativas 2018”.

Redação Latina (Foto: Pierre Matgé)

Relacionados

X