Select Page

O primeiro-ministro, Xavier Bettel, lamentou ontem a morte de Camille Gira, destacando a devoção exemplar do secretário de Estado nos seus mandatos políticos, tanto a nível comunal como nacional.

Bettel lembra também o envolvimento do político do déi Gréng “ao longo de toda a sua carreira política em prol dos valores fundamentais da tolerância, solidariedade e respeito”, descrevendo-o como um “defensor apaixonado pelas suas convicções ecologistas, nomeadamente a proteção dos recursos naturais e o ambiente”.

Em nome do Governo, o líder do Executivo apresenta as mais sinceras condolências à esposa de Camille Gira e aos seus dois filhos, bem como a toda a sua família e amigos.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável morreu na noite de quarta-feira, aos 59 anos de idade, vítima de um ataque cardíaco.

Camille Gira discursava no púlpito da Câmara dos Deputados quando se sentiu mal, o que levou à suspensão da sessão pública no Parlamento. O secretário de Estado foi assistido pelos médicos, mas a triste notícia da sua morte acabou por chegar às redações poucas horas depois.

Redação Latina (Foto: SIP / Yves Kortum)

Relacionados

X