Select Page

Qualidade de vida”, “competitividade” e “continuidade” são as palavras de ordem do Orçamento do Estado (OE) para 2018, entregue e divulgado esta manhã no Parlamento, pelo ministro das Finanças, Pierre Gramegna.

Entre as medidas contidas no projeto de lei, destaque para algumas mexidas na área do ensino. O ministro anunciou que a partir do próximo ano letivo os manuais escolares vão ser gratuitos para os alunos do ensino secundário. Em causa estão os manuais obrigatórios, incluídos no programa curricular. A medida deverá custar cerca de 14,5 milhões de euros.

Ainda no campo do ensino, a proposta orçamental contempla a criação de 500 novos postos de trabalho, quer nas escolas quer nas estruturas de acolhimento extracurricular de crianças.

Redação Latina

Relacionados

X