Select Page

A segurança social luxemburguesa vai registar um excedente de mil milhões de euros, em 2018, em contraciclo com a maior parte dos países da União Europeia.

Além disso, segundo o Orçamento de Estado de 2018, o saldo vai-se manter largamente excedentário, nos próximos anos, pelo menos até 2021.

Apesar de garantir aos cidadãos uma proteção social superior à da maior parte dos Estados membros da União, o Luxemburgo mantém uma grande reserva de fundos, para os próximos anos.

O saldo vai-se manter largamente excedentário, pelo menos até 2021.

Portugal está no extremo oposto, com um défice da segurança social de 132 milhões de euros e uma dívida pública global de 250 mil milhões de euros (130% do PIB).

Globalmente, Ministério luxemburguês das Finanças sublinha que o OE2018 vai beneficiar de um contexto macroeconómico favorável.

As previsões do Instituto Nacional de Estatística apontam para um crescimento do PIB de 3% em 2017 e de 4,4% no próximo ano.

Redação Latina

Relacionados

X