Select Page

A reforma do RMG foi aprovada esta tarde no Parlamento, com os votos a favor dos três partidos da coligação governamental (DP/LSAP/Déi Gréng) e do ADR. Os deputados do Partido Cristão Social (CSV) e do Déi Lénk votaram contra.

O RMG tem, então, os dias contados. O Rendimento Mínimo Garantido vai ser substituído pelo REVIS, o Rendimento de Inclusão Social.

O montante do REVIS não vai aumentar, em comparação com o RMG. O valor-base mantém-se em 701,19 euros e só aumenta, em função das horas dedicadas a atividades de inserção social ou profissional. Com o RMG isso não acontece.

Acresce ao valor-base do REVIS um suplemento de 217,71 euros por cada criança a cargo. Para as famílias monoparentais, o suplemento sobe para 282,07 euros.

Atualmente, os beneficiários do RMG ficam sem receber o subsídio se trabalharem mais de 10 horas por semana. Com REVIS isso vai mudar: quanto mais trabalharem mais ganham, sendo que o montante final não ultrapassará o salário mínimo.

Redação Latina

Relacionados

X