Select Page

É um feito inédito. Uma petição popular angariou as assinaturas necessárias à realização de um debate no Parlamento em apenas 24 horas.

Pela primeira vez desde a existência das petições públicas no site do Parlamento, uma petição conseguiu atingir as 4.500 assinaturas em menos de um dia.

A petição, número 1031, quer que a canábis seja legalizada nas chamadas “Coffee shops” abriu esta quarta-feira e já ultrapassou as 5.500 assinaturas.

O peticionário é o cidadão Joé Schmit que define algumas regras que para que existam lojas no Luxemburgo onde o consumo de canábis é permitido.

A começar pela venda da canábis que, segundo o peticionário, não pode ultrapassar os cinco gramas por pessoa e deverá ser proibida aos menores de idade. Já os estabelecimentos para consumo recreativo de canábis devem ficar situados a pelo menos 500 metros de escolas.

Joé Schmit considera que ao autorizar a implantação de “Coffe shops” no grão-ducado, a criminalidade relacionada com o tráfico de drogas leves iria baixar.

A petição pode ser assinada até 25 de julho. Certo é que o tema vai ser debatido no Parlamento, com o autor da petição, os deputados e membros do Governo.

Desde a criação da petição ‘online’, há cerca de quatro anos, já foram organizados 23 debates públicos.

Redação Latina

Relacionados

X