Select Page

À imagem de outros casos semelhantes, depois de morrer, as vendas de discos e músicas de Prince dispararam.

No passado dia 21 de abril, completou um ano desde a morte de Prince. Durante esse período, foram vendidas 7,7 milhões de cópias, entre álbuns e singles, no mercado norte-americano, de acordo com dados da Nielsen Music. Desse número, 2,3 milhões são a soma de venda tradicional de álbuns, ao passo que 5,4 são de download digital.

A grande parte das vendas aconteceu no mês imediatamente a seguir à morte do artista. Só entre 21 de abril (data da morte) e 19 de maio, foram registadas 5,65 milhões de vendas, de acordo com a Billboard.

Até o ano de 2016 terminar, Prince tinha vendido mais álbuns do que qualquer outro artista, ultrapassando Adele, recordista, com 2,23 milhões de cópias – Adele vendeu 2,21 milhões de discos no ano passado.

Os discos que mais faturaram durante 2016 foram The Very Best Of Prince (668 mil cópias), a seguir foi Purple Rain (498 mil) e 1999 (169 mil cópias).

Entre os singles, “Purple Rain” foi o mais vendido com 621 mil downloads, seguido por “Little Red Corvette”, “Let´s Go Crazy” e “Kiss”, entre as 335 e 345 mil unidades.

O estudo vai ainda mais longe e destaca que, desde a sua morte, as músicas de Prince também rodaram mais vezes nas rádios. Até 14 de abril de 2016, no mercado norte-americano apenas, os temas de Prince foram ouvidos quase 81 mil vezes. Durante o ano passado, foram 366 mil vezes tocadas em FM.

Em termos de comparação, em 2015, foram tocadas 245 mil vezes.

Relacionados

X