Select Page

Quarenta requerentes de asilo que chegaram ao Luxemburgo este ano foram reencaminhados para a Alemanha, ao abrigo do regulamento de Dublin.

Este regulamento impõe que os requerentes de asilo se registem no primeiro país da União Europa, onde põem os pés.

A França segue em segunda posição, com 19 pessoas que solicitaram proteção internacional ao grão-ducado, embora já o tenham feito no país vizinho. A fechar o pódio surge a Itália, com 12 requerentes de asilo.

Noventa e oito requerentes de asilo foram transferidos do Luxemburgo para outro Estado-membro, uma vez que já tinham iniciado o seu pedido de asilo noutro país.

Em contrapartida, 24 pessoas foram transferidas para o Luxemburgo ao abrigo do regulamento de Dublin, sendo que sete vieram da Grécia e seis da Áustria.

Redação Latina

Relacionados

X