Select Page

Depois da Moody’s, também a Standard and Poor’s mantém o triplo A do Luxemburgo com “perspetiva estável”.

Alinhada com a projeção do Instituto Nacional da Estatística (STATEC), a agência de notação financeira norte-americana prevê um crescimento económico de 3,4%, nos próximos três anos.

Na avaliação, a agência considera que a dívida soberana deverá estabilizar entre 22% e 23% do Produto Interno Bruto (PIB). Prevê, ainda, que o impacto do ‘Brexit’ será “limitado” no Luxemburgo.

Numa reação a esta cotação, o ministro das Finanças, Pierre Gramegna, diz que “a confirmação da nota máxima atribuída ao Luxemburgo reforça a atratividade da economia nacional, contribuindo para criar emprego”.

Redação Latina

Relacionados

X