Select Page

A coleção “Picasso e os seus animais – obras cerâmicas e gráficas” está no Cercle Cité, na capital. Uma oportunidade única para conhecer o universo genial do artista espanhol.

A mostra inédita, no país, prova a criatividade do génio Pablo Picasso, enquanto artista plástico.

Os animais de Picasso” são a interação entre o seu trabalho gráfico e trabalho em cerâmica aliado-se, ainda, o seu fascínio por animais. Picasso usou-os para expressar temas essenciais à sua existência como a vida, luta, guerra, paz, sacrifício e morte. Conhecedor dos mitos e da importância deles na história da arte, o artista criou os seus próprios significados transpondo-os para a sua criatividade e liberdade artística.

Tal como o desenho, pintura, escultura e artes gráficas, também a cerâmica foi um meio artístico que completou o seu vasto universo. Com um seleção de cerâmicas, gravuras, desenhos e fotografias de David Douglas Duncan provenientes de museus de Espanha e Alemanha e coleções particulares, esta exposição permite um novo olhar sobre o processo criativo de Picasso, nas diferentes disciplinas. Permite também uma melhor e nova compreensão do seu trabalho e da sua personalidade enquanto artista.

A exposição pode ser vista até dia 15 de janeiro, das 11h às 19h, no CercleCité, na Place d’Armes, na capital.

Aceda a toda informação, como visitas guiadas, aqui.

Pablo Ruiz Picasso (Málaga, 1881 -Moulins, Francia, 1973) foi pintor, artista gráfico e escultor. Historicamente é apontado como um dos artistas mais influentes do século XX e considerado o pai do movimento artístico conhecido como Cubismo.

O seu legado marcou e influenciou várias gerações de artistas, aliás, ainda hoje é um marco incontornável na história da arte.

Felizmente, Picasso viveu o suficiente para assistir ao reconhecimento da sua genialidade e soube que o seu nome ficaria gravado nos livros de história da arte e nas memórias da humanidade.

Relacionados

X